O Mestre construiu três barreiras e fez com que os monges passassem por elas.
A primeira barreira é estudar o Zen. A finalidade de estudar o Zen é ver nossa natureza verdadeira. Ora, onde está a sua natureza verdadeira?
Em segundo lugar, quando compreendermos nossa natureza verdadeira estaremos livres do nascimento e da morte. Ora, quando você apaga a luz dos seus olhos e torna-se um cadáver, como você pode libertar-se?
Terceiro, se você se libertar do nascimento e da morte, você deveria saber onde você está. Agora o seu corpo se separa nos quatro elementos. Onde está você?

A realização de um instante vê um tempo infinito.
O tempo infinito é como um momento.
Quando se compreende o momento infinito
Compreende-se a pessoa que o está vendo.

outubro 29, 2009

Os três portões do mestre

O Mestre construiu três barreiras e fez com que os monges passassem por elas. A primeira barreira é estudar o Zen. A finalidade de estudar o […]
outubro 8, 2009

Prossiga de cima do poste

O Mestre perguntou: “Como você pode prosseguir de cima de um poste de trinta metros?” Um outro instrutor Zen disse: “Alguém que se senta em cima […]
outubro 1, 2009

Quem é Ele?

O Mestre disse: “Os Budas passados e futuros, ambos são seus servos. Quem é ele?” Não lute com o arco e a flecha de outro. Não […]

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

O Mestre construiu três barreiras e fez com que os monges passassem por elas.
A primeira barreira é estudar o Zen. A finalidade de estudar o Zen é ver nossa natureza verdadeira. Ora, onde está a sua natureza verdadeira?
Em segundo lugar, quando compreendermos nossa natureza verdadeira estaremos livres do nascimento e da morte. Ora, quando você apaga a luz dos seus olhos e torna-se um cadáver, como você pode libertar-se?
Terceiro, se você se libertar do nascimento e da morte, você deveria saber onde você está. Agora o seu corpo se separa nos quatro elementos. Onde está você?

A realização de um instante vê um tempo infinito.
O tempo infinito é como um momento.
Quando se compreende o momento infinito
Compreende-se a pessoa que o está vendo.