Certo irmão veio até o Mestre e disse:

– Mestre, muitos pensamentos tem me vindo à mente e por isso estou correndo perigo.

O bondoso ancião levou-o para fora e disse:

– Abra a sua túnica e tente pegar o vento.

Mas o irmão respondeu:

– Desculpe-me, Mestre, não consigo.

O ancião retrucou:

– Se não é capaz disso, também não será capaz de impedir que esses pensamentos cheguem até você.

junho 28, 2012

Pensamentos

Certo irmão veio até o Mestre e disse: – Mestre, muitos pensamentos tem me vindo à mente e por isso estou correndo perigo. O bondoso ancião […]
junho 21, 2012

O Pássaro

Certo homem capturou um passarinho com uma armadilha. Quando se aproximou, a ave lhe disse: – Você já comeu muitas vacas e carneiros em sua vida, […]
junho 14, 2012

Silêncio

Poderia me ensinar o silêncio? – perguntei. Ah! Ele parecia satisfeito. – É o Grande Silêncio que deseja? – Sim, o Grande Silêncio. – Bem, e […]

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

Certo irmão veio até o Mestre e disse:

– Mestre, muitos pensamentos tem me vindo à mente e por isso estou correndo perigo.

O bondoso ancião levou-o para fora e disse:

– Abra a sua túnica e tente pegar o vento.

Mas o irmão respondeu:

– Desculpe-me, Mestre, não consigo.

O ancião retrucou:

– Se não é capaz disso, também não será capaz de impedir que esses pensamentos cheguem até você.