O Mestre decidiu fazer um canteiro de flores. Para isso, preparou o solo e plantou sementes de diversas flores belíssimas. Quando as flores nasceram, no entanto, viu que seu jardim estava cheio não apenas daquelas que escolhera e plantara, mas também atulhado de dentes-de-leão.
O Mestre foi então buscar conselho de jardineiros de toda parte e experimentou todos os métodos conhecidos para se livrar dos dentes-de-leão.
Tudo em vão.
Por fim, resolveu caminhar até a capital a fim de entrevistar-se com o jardineiro real do palácio do xeque. O sábio jardineiro, já velhinho, tinha aconselhado muitos outros jardineiros antes e sugeriu diversas soluções para acabar com os dentes-de-leão, mas o Mestre já experimentara todas. Ficaram então os dois sentados juntos em silêncio por um tempo, até que o jardineiro olhou para o Mestre e disse:
– Bem, então sugiro que você aprenda a amá-los.

julho 26, 2012

O jardim

O Mestre decidiu fazer um canteiro de flores. Para isso, preparou o solo e plantou sementes de diversas flores belíssimas. Quando as flores nasceram, no entanto, […]
julho 19, 2012

João Pequeno

Conta-se que João Pequeno disse certo dia a seu irmão mais velho: – Quero me libertar das preocupações. Vou deixar de trabalhar para poder adorar Deus […]
julho 12, 2012

A visita

O Mestre vivia em retiro numa caverna da montanha. Gerações após gerações de iogues eremitas haviam acabado por dotar essa caverna com uma porta, um altar […]
julho 5, 2012

Rezar

Mestre era agora um homem velho, contemplando a sua vida. Estava sentado com amigos numa casa de chá narrando as suas histórias. – Quando jovem, eu […]

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

O Mestre decidiu fazer um canteiro de flores. Para isso, preparou o solo e plantou sementes de diversas flores belíssimas. Quando as flores nasceram, no entanto, viu que seu jardim estava cheio não apenas daquelas que escolhera e plantara, mas também atulhado de dentes-de-leão.
O Mestre foi então buscar conselho de jardineiros de toda parte e experimentou todos os métodos conhecidos para se livrar dos dentes-de-leão.
Tudo em vão.
Por fim, resolveu caminhar até a capital a fim de entrevistar-se com o jardineiro real do palácio do xeque. O sábio jardineiro, já velhinho, tinha aconselhado muitos outros jardineiros antes e sugeriu diversas soluções para acabar com os dentes-de-leão, mas o Mestre já experimentara todas. Ficaram então os dois sentados juntos em silêncio por um tempo, até que o jardineiro olhou para o Mestre e disse:
– Bem, então sugiro que você aprenda a amá-los.