fbpx

Certa noite fria o discípulo visitou o Mestre.
Ao entrar na sala, orgulhoso e desafiadoramente, mostrou um límpido espelho de cristal, emoldurado em madeira de sândalo com bonitos desenhos esotéricos.
O Mestre sem maiores explicações estilhaçou o espelho.
Antes que o discípulo se refizesse do susto, o Mestre tomou a moldura vazia e jogou-a no fogo.

Do espelho apenas ficou a fragrância do sândalo.

abril 17, 2014

Mestre Fala Sobre a Consciência

Certa noite fria o discípulo visitou o Mestre. Ao entrar na sala, orgulhoso e desafiadoramente, mostrou um límpido espelho de cristal, emoldurado em madeira de sândalo […]
abril 10, 2014

Mestre Fala Sobre o Amor

O discípulo estava sentado à margem de um lago quando um sapo, horrivelmente feio, pulou no seu colo e foi logo dizendo: “Beije-me que me transformarei […]
abril 3, 2014

Amor e Consciência

O Discípulo pergunta ao Mestre: – Mestre qual é o caminho, o da Consciência ou o do Amor? O Mestre responde: “Se a consciência carece de […]

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

Certa noite fria o discípulo visitou o Mestre.
Ao entrar na sala, orgulhoso e desafiadoramente, mostrou um límpido espelho de cristal, emoldurado em madeira de sândalo com bonitos desenhos esotéricos.
O Mestre sem maiores explicações estilhaçou o espelho.
Antes que o discípulo se refizesse do susto, o Mestre tomou a moldura vazia e jogou-a no fogo.

Do espelho apenas ficou a fragrância do sândalo.