Debaixo da uma ponte vivia uma família de mendigos, um homem, uma mulher e o filho. Um dia, voltando de mendigar, disse a mulher ao marido:

– Hoje não recebi dinheiro algum. Muitos ladrões haviam passado pelas casas e as pessoas tinham medo

de me dar dinheiro.

Ouvindo-lhe as palavras, acudiu o filho:

– Somos muito felizes, papai, pois nunca entram ladrões em nossa casa.

– Sem dúvida – conveio o pai.

– Precisamos agradecer pela nossa pobreza, é o mérito de teus pais.

Ninguém entra debaixo desta ponte.

julho 28, 2016

Debaixo da ponte não há ladrões

Debaixo da uma ponte vivia uma família de mendigos, um homem, uma mulher e o filho. Um dia, voltando de mendigar, disse a mulher ao marido: […]
julho 21, 2016

Sobre o pinheiro pára-sol

Na China havia um monge que, por fazer meditação empoleirado num pinheiro, fora alcunhado de mestre Ninho de Passarinho. Um poeta muito célebre foi visitá-lo e, […]
julho 14, 2016

Um público de bonecas

Um monge ouvia as preleções de um mestre. Na estréia das palestras, a assistência foi numerosa mas, a pouco e pouco, nos dias seguintes, a sala […]

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

Debaixo da uma ponte vivia uma família de mendigos, um homem, uma mulher e o filho. Um dia, voltando de mendigar, disse a mulher ao marido:

– Hoje não recebi dinheiro algum. Muitos ladrões haviam passado pelas casas e as pessoas tinham medo

de me dar dinheiro.

Ouvindo-lhe as palavras, acudiu o filho:

– Somos muito felizes, papai, pois nunca entram ladrões em nossa casa.

– Sem dúvida – conveio o pai.

– Precisamos agradecer pela nossa pobreza, é o mérito de teus pais.

Ninguém entra debaixo desta ponte.