fbpx

Atenção

Um dia um homem procurou o mestre pedindo para que ele lhe contasse alguma máxima budista. O homem queria tê-la na ponta da língua para poder demonstrar sabedoria. O mestre apanhou seu pincel e escreveu a palavra ATENÇÃO.

“Isto é tudo?”, perguntou o homem.

O mestre escreveu a mesma palavra novamente: ATENÇÃO, ATENÇÃO.

“Bom, não vejo realmente nenhuma profundidade no que está escrito”, disse o homem.

Então o mestre, escreveu a mesma palavra pela terceira vez:

ATENÇÃO, ATENÇÃO, ATENÇÃO.

Um pouco irritado, o homem disse que não entendia o que significava aquela palavra escrita três vezes.

“ATENÇÃO quer dizer atenção”, respondeu, amavelmente, o mestre.

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

Um dia um homem procurou o mestre pedindo para que ele lhe contasse alguma máxima budista. O homem queria tê-la na ponta da língua para poder demonstrar sabedoria. O mestre apanhou seu pincel e escreveu a palavra ATENÇÃO.

“Isto é tudo?”, perguntou o homem.

O mestre escreveu a mesma palavra novamente: ATENÇÃO, ATENÇÃO.

“Bom, não vejo realmente nenhuma profundidade no que está escrito”, disse o homem.

Então o mestre, escreveu a mesma palavra pela terceira vez:

ATENÇÃO, ATENÇÃO, ATENÇÃO.

Um pouco irritado, o homem disse que não entendia o que significava aquela palavra escrita três vezes.

“ATENÇÃO quer dizer atenção”, respondeu, amavelmente, o mestre.