fbpx

Drenagem Linfática 2

mitos-verdades-drenagem

Muitas vezes vemos a drenagem linfática ser caracterizada como milagrosa, emagrece, elimina gordura localizada… Mas o quanto disso é real?

Então vamos lá, desmistificar, e mostrar os reais – e importantíssimos – benefícios desta técnica:

Melhora a qualidade da pele

VERDADE
Ela retira do interstício as toxinas resultantes das atividades celulares. Conseqüentemente, “limpa” o ambiente, e proporciona um maior espaço para a chegada de oxigênio e nutrientes. Uma pele melhor nutrida mostra-se mais bonita.
Pelo mesmo motivo, pode prevenir o aparecimento de celulite, e ser coadjuvante em tratamentos dermatológicos estéticos e anti-envelhecimento, já que aumenta a eficácia de medicamentos e cremes de uso tópico pois favorece a chegada das substâncias ao local desejado.

Auxilia na redução de medidas

VERDADE
A drenagem linfática é extremamente eficaz em diminuir a retenção hídrica, drenando o excesso de líquidos do corpo, e favorecendo o retorno venoso sanguíneo. Portanto, pode reduzir medidas – por diminuir o edema -, mas não elimina gorduras pela urina.

Os benefícios vão além de estéticos/pós cirúrgicos

VERDADE
Os benefícios em pós-operatórios de cirurgias (estéticas ou não) são bastante significativos: diminuição da dor e do edema, amenização de hematomas e processos fibróticos, e favorecimento da cicatrização. Mas outros benefícios também são observados:

  • Efeito relaxante, com sensação de bem-estar;
  • Facilitação da absorção de nutrientes e do funcionamento intestinal;
  • Diminuição de dores nas pernas e sensação de cansaço;
  • Eliminação de ácido lático em músculos submetidos a exercícios prolongados;
  • Favorecimento do sistema imunológico.


Homens também beneficiam-se

VERDADE
As mulheres apresentam tendência à retenção hídrica, especialmente no período pré-menstrual, gestacional e na fase de reposição hormonal pós menopausa. Entretanto, certos hábitos – presentes também nos homens – contribuem para o inchaço, especialmente das pernas, como a obesidade, o sedentarismo, alimentação inadequada e manutenção da mesma postura por tempo prolongado.

Inicia-se pelos pés

MITO
Para receber o líquido das extremidades é necessário primeiro desobstruir o local de chegada. Assim, a drenagem inicia-se pela região anterior do tórax.

Pode ser feita por você mesmo, ou por máquinas

MITO
A realização da técnica exige um fisioterapeuta, que possui conhecimento da anatomia e fisiologia, para que seja aplicada na região correta e com a intensidade específica. A drenagem feita manualmente é muito mais segura e eficaz, respeita a fisiologia do sistema linfático, visto que conta com a sensibilidade do terapeuta, que saberá dosar a pressão adequada e verificar qual região necessita de maior enfoque.

Não é dolorida e não deixa hematomas

VERDADE
O sistema linfático é superficial e prejudicado por pressões altas, que podem fechar os vasos e destruí-los. Portanto, a técnica é suave e lenta. Se doer ou ficar roxo, é sinal de que o estímulo foi muito agressivo e houve destruição de tecido, o que pode ter como resultado piora do edema.

Com essas informações fica mais fácil decidir pela técnica, e avaliar se está sendo realizada corretamente.

Seu corpo merece o melhor!

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

Muitas vezes vemos a drenagem linfática ser caracterizada como milagrosa, emagrece, elimina gordura localizada… Mas o quanto disso é real?

Então vamos lá, desmistificar, e mostrar os reais – e importantíssimos – benefícios desta técnica:

Melhora a qualidade da pele

VERDADE
Ela retira do interstício as toxinas resultantes das atividades celulares. Conseqüentemente, “limpa” o ambiente, e proporciona um maior espaço para a chegada de oxigênio e nutrientes. Uma pele melhor nutrida mostra-se mais bonita.
Pelo mesmo motivo, pode prevenir o aparecimento de celulite, e ser coadjuvante em tratamentos dermatológicos estéticos e anti-envelhecimento, já que aumenta a eficácia de medicamentos e cremes de uso tópico pois favorece a chegada das substâncias ao local desejado.

Auxilia na redução de medidas

VERDADE
A drenagem linfática é extremamente eficaz em diminuir a retenção hídrica, drenando o excesso de líquidos do corpo, e favorecendo o retorno venoso sanguíneo. Portanto, pode reduzir medidas – por diminuir o edema -, mas não elimina gorduras pela urina.

Os benefícios vão além de estéticos/pós cirúrgicos

VERDADE
Os benefícios em pós-operatórios de cirurgias (estéticas ou não) são bastante significativos: diminuição da dor e do edema, amenização de hematomas e processos fibróticos, e favorecimento da cicatrização. Mas outros benefícios também são observados:

  • Efeito relaxante, com sensação de bem-estar;
  • Facilitação da absorção de nutrientes e do funcionamento intestinal;
  • Diminuição de dores nas pernas e sensação de cansaço;
  • Eliminação de ácido lático em músculos submetidos a exercícios prolongados;
  • Favorecimento do sistema imunológico.


Homens também beneficiam-se

VERDADE
As mulheres apresentam tendência à retenção hídrica, especialmente no período pré-menstrual, gestacional e na fase de reposição hormonal pós menopausa. Entretanto, certos hábitos – presentes também nos homens – contribuem para o inchaço, especialmente das pernas, como a obesidade, o sedentarismo, alimentação inadequada e manutenção da mesma postura por tempo prolongado.

Inicia-se pelos pés

MITO
Para receber o líquido das extremidades é necessário primeiro desobstruir o local de chegada. Assim, a drenagem inicia-se pela região anterior do tórax.

Pode ser feita por você mesmo, ou por máquinas

MITO
A realização da técnica exige um fisioterapeuta, que possui conhecimento da anatomia e fisiologia, para que seja aplicada na região correta e com a intensidade específica. A drenagem feita manualmente é muito mais segura e eficaz, respeita a fisiologia do sistema linfático, visto que conta com a sensibilidade do terapeuta, que saberá dosar a pressão adequada e verificar qual região necessita de maior enfoque.

Não é dolorida e não deixa hematomas

VERDADE
O sistema linfático é superficial e prejudicado por pressões altas, que podem fechar os vasos e destruí-los. Portanto, a técnica é suave e lenta. Se doer ou ficar roxo, é sinal de que o estímulo foi muito agressivo e houve destruição de tecido, o que pode ter como resultado piora do edema.

Com essas informações fica mais fácil decidir pela técnica, e avaliar se está sendo realizada corretamente.

Seu corpo merece o melhor!