Misso Azedo

O Monge cozinheiro, do mosteiro do grande Mestre decidiu que iria cuidar bem da saúde de seu velho instrutor e dar a ele somente misso recentemente preparado, uma pasta de grãos de soja misturados com trigo e levedo que frequentemente fermenta. O grande Mestre notando que estava sendo-lhe sérvio um misso melhor do que o de seus alunos, perguntou:
“Quem é o cozinheiro hoje?”
O Monge foi enviado a sua presença. Grande Mestre foi informado que, de acordo com sua idade e posição, deveria comer apenas misso recentemente preparado.
Ele então disse ao cozinheiro:
“Então você acha que eu não devo comer de forma alguma.”
Com isto, ele entrou em seu quarto e trancou a porta.
O Monge, sentando-se do lado de fora, pediu perdão ao seu instrutor. Grande Mestre não respondia. Por sete dias o Monge sentou-se do lado de fora e o grande Mestre do lado de dentro.
Finalmente, em desespero, um devoto chamou o grande Mestre em voz alta: “Você pode estar bem, velho instrutor, mas este jovem discípulo aqui tem que comer. Ele não pode ficar sem comida para sempre!”
Com isto, o grande Mestre abriu a porta. Ele estava sorrindo.

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

O Monge cozinheiro, do mosteiro do grande Mestre decidiu que iria cuidar bem da saúde de seu velho instrutor e dar a ele somente misso recentemente preparado, uma pasta de grãos de soja misturados com trigo e levedo que frequentemente fermenta. O grande Mestre notando que estava sendo-lhe sérvio um misso melhor do que o de seus alunos, perguntou:
“Quem é o cozinheiro hoje?”
O Monge foi enviado a sua presença. Grande Mestre foi informado que, de acordo com sua idade e posição, deveria comer apenas misso recentemente preparado.
Ele então disse ao cozinheiro:
“Então você acha que eu não devo comer de forma alguma.”
Com isto, ele entrou em seu quarto e trancou a porta.
O Monge, sentando-se do lado de fora, pediu perdão ao seu instrutor. Grande Mestre não respondia. Por sete dias o Monge sentou-se do lado de fora e o grande Mestre do lado de dentro.
Finalmente, em desespero, um devoto chamou o grande Mestre em voz alta: “Você pode estar bem, velho instrutor, mas este jovem discípulo aqui tem que comer. Ele não pode ficar sem comida para sempre!”
Com isto, o grande Mestre abriu a porta. Ele estava sorrindo.