No mundo dos sonhos

“Nosso Mestre costumava tirar uma soneca todas as tardes”, contou um discípulo. “Nós, crianças, perguntamos a ele por que ele o fazia, e ele nos disse: “Eu vou para o mundo dos sonhos encontrar os antigos sábios, assim como Confúsio fazia.” Quando Confúcio dormia, ele sonhava com os antigos sábios e mais tarde falava a seus seguidores sobre eles.

“Estava extremamente quente num certo dia e, por isso, alguns de nós tiraram uma soneca. Nosso Mestre nos repreendeu. “Fomos ao mundo dos sonhos encontrar os antigos sábios, da mesma forma que Confúcio fazia”, nós explicamos. “Qual foi a mensagem daqueles sábios?” insistiu nosso Mestre. Um de nós respondeu: “Fomos ao mundo dos sonhos e encontramos sábios, e lhes perguntamos se nosso Mestre ia lá todas as tardes, mas eles nos disseram que nunca tinham visto essa pessoa.”

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

“Nosso Mestre costumava tirar uma soneca todas as tardes”, contou um discípulo. “Nós, crianças, perguntamos a ele por que ele o fazia, e ele nos disse: “Eu vou para o mundo dos sonhos encontrar os antigos sábios, assim como Confúsio fazia.” Quando Confúcio dormia, ele sonhava com os antigos sábios e mais tarde falava a seus seguidores sobre eles.

“Estava extremamente quente num certo dia e, por isso, alguns de nós tiraram uma soneca. Nosso Mestre nos repreendeu. “Fomos ao mundo dos sonhos encontrar os antigos sábios, da mesma forma que Confúcio fazia”, nós explicamos. “Qual foi a mensagem daqueles sábios?” insistiu nosso Mestre. Um de nós respondeu: “Fomos ao mundo dos sonhos e encontramos sábios, e lhes perguntamos se nosso Mestre ia lá todas as tardes, mas eles nos disseram que nunca tinham visto essa pessoa.”