O Buda Vivo e o Fabricante de Banheiras

Os Mestres Zen dão orientação pessoal em uma sala afastada. Ninguém entra enquanto o instrutor e o aluno estão juntos.
O Mestre Zen gostava de falar com comerciantes e jornaleiros assim como com seus alunos. Um certo fabricante de banheiras era quase analfabeto. Ele fazia perguntas tolas, tomava chá e depois ia embora.
Um dia, enquanto o fabricante de banheiras estava lá, o Mestre quis dar orientação pessoal a um discípulo, e por isso pediu ao fabricante de banheiras para esperar em outra sala.

“Eu entendo que você é um Buda Vivo” o homem reclamou. “Nem mesmo os Budas de pedra no templo jamais rejeitam as numerosas pessoas que se reúnem diante deles. Porque então eu deveria ser excluído?”

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

Os Mestres Zen dão orientação pessoal em uma sala afastada. Ninguém entra enquanto o instrutor e o aluno estão juntos.
O Mestre Zen gostava de falar com comerciantes e jornaleiros assim como com seus alunos. Um certo fabricante de banheiras era quase analfabeto. Ele fazia perguntas tolas, tomava chá e depois ia embora.
Um dia, enquanto o fabricante de banheiras estava lá, o Mestre quis dar orientação pessoal a um discípulo, e por isso pediu ao fabricante de banheiras para esperar em outra sala.

“Eu entendo que você é um Buda Vivo” o homem reclamou. “Nem mesmo os Budas de pedra no templo jamais rejeitam as numerosas pessoas que se reúnem diante deles. Porque então eu deveria ser excluído?”