O Pranto

O Mestre gostava de passear ao entardecer pela aldeia próxima ao mosteiro.

Um dia, ele ouviu fortes lamentos vindos de uma casa e resolveu bisbilhotar. Ao entrar na casa, compreendeu que o dono havia morrido, e que a família e os vizinhos estavam chorando. Ele procurou um lugar para se sentar e chorou com eles. Um velho o reconheceu e ficou surpreso de ver o famoso mestre acompanhá-los no pranto.

“Eu acreditava que tu estivesses além dessas coisas.”

“Mas é exatamente isso que me coloca mais além”, respondeu o mestre num soluço.

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

O Mestre gostava de passear ao entardecer pela aldeia próxima ao mosteiro.

Um dia, ele ouviu fortes lamentos vindos de uma casa e resolveu bisbilhotar. Ao entrar na casa, compreendeu que o dono havia morrido, e que a família e os vizinhos estavam chorando. Ele procurou um lugar para se sentar e chorou com eles. Um velho o reconheceu e ficou surpreso de ver o famoso mestre acompanhá-los no pranto.

“Eu acreditava que tu estivesses além dessas coisas.”

“Mas é exatamente isso que me coloca mais além”, respondeu o mestre num soluço.