fbpx

O Vinagre do Mestre

Um Mestre Zen que deixou o formalismo dos templos para viver debaixo de uma ponte com mendigos.
Quando estava ficando muito velho, um amigo o ajudou a ganhar a vida sem mendigar. Ele mostrou ao Mestre como colher arroz e fazer vinagre a partir dele, e o Mestre fez isto até falecer.
Enquanto o Mestre estava fazendo vinagre, um dos mendigos deu a ele um retrato do Buda. O Mestre o pendurou na parede de sua cabana e colocou um letreiro ao lado dele.
O letreiro dizia:
“Sr. Buda: Este pequeno quarto é muito estreito. Posso deixar que você fique aqui temporariamente. Mas não pense que estou lhe pedindo para me ajudar a renascer em seu paraíso.”

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

Um Mestre Zen que deixou o formalismo dos templos para viver debaixo de uma ponte com mendigos.
Quando estava ficando muito velho, um amigo o ajudou a ganhar a vida sem mendigar. Ele mostrou ao Mestre como colher arroz e fazer vinagre a partir dele, e o Mestre fez isto até falecer.
Enquanto o Mestre estava fazendo vinagre, um dos mendigos deu a ele um retrato do Buda. O Mestre o pendurou na parede de sua cabana e colocou um letreiro ao lado dele.
O letreiro dizia:
“Sr. Buda: Este pequeno quarto é muito estreito. Posso deixar que você fique aqui temporariamente. Mas não pense que estou lhe pedindo para me ajudar a renascer em seu paraíso.”