fbpx

Os males

Certo homem foi procurar o Mestre, implorando que o curasse de seus males.
– E de quais males você padece? – perguntou o Mestre.
– Se como demais, minha barriga começa a doer – explicou o homem. – Se sinto sede, minha garganta arde, e minhas costas doem quando passo o dia trabalhando no campo.
– Ora, meu caro, esses são males da própria vida – o Mestre respondeu. – Só a morte poderá curá-lo.
O homem amaldiçoou o Mestre e foi-se embora cheio de raiva, resmungando para seus companheiros.
– Esse homem – observou o Mestre – haverá de achar a tumba um pouco fria demais para seu gosto.

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

Certo homem foi procurar o Mestre, implorando que o curasse de seus males.
– E de quais males você padece? – perguntou o Mestre.
– Se como demais, minha barriga começa a doer – explicou o homem. – Se sinto sede, minha garganta arde, e minhas costas doem quando passo o dia trabalhando no campo.
– Ora, meu caro, esses são males da própria vida – o Mestre respondeu. – Só a morte poderá curá-lo.
O homem amaldiçoou o Mestre e foi-se embora cheio de raiva, resmungando para seus companheiros.
– Esse homem – observou o Mestre – haverá de achar a tumba um pouco fria demais para seu gosto.