Sem Trabalho, Sem Comida

Um Mestre Zen se manteve trabalhando com seus Discípulos até os 80 anos de idade, aparando a grama nos jardins, varrendo o chão e podando as árvores.
Os alunos ficaram com pena de ver o velho instrutor trabalhar tão duro, mas sabiam que ele não daria ouvidos ao seu conselho de parar e, por isso, esconderam suas ferramentas.
Naquele dia o mestre não comeu. No dia seguinte ele não comeu, nem no próximo. “Ele pode estar furioso porque escondemos suas ferramentas”, os alunos pensaram. “É melhor nós as colocarmos de volta”.
No dia que o fizeram o instrutor trabalhou e comeu como antes. Ao entardecer, ele os instruiu: “Sem trabalho, sem comida”.

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

Um Mestre Zen se manteve trabalhando com seus Discípulos até os 80 anos de idade, aparando a grama nos jardins, varrendo o chão e podando as árvores.
Os alunos ficaram com pena de ver o velho instrutor trabalhar tão duro, mas sabiam que ele não daria ouvidos ao seu conselho de parar e, por isso, esconderam suas ferramentas.
Naquele dia o mestre não comeu. No dia seguinte ele não comeu, nem no próximo. “Ele pode estar furioso porque escondemos suas ferramentas”, os alunos pensaram. “É melhor nós as colocarmos de volta”.
No dia que o fizeram o instrutor trabalhou e comeu como antes. Ao entardecer, ele os instruiu: “Sem trabalho, sem comida”.