Sobre o pinheiro pára-sol

Na China havia um monge que, por fazer meditação empoleirado num pinheiro, fora alcunhado de mestre Ninho de Passarinho. Um poeta muito célebre foi visitá-lo e, ao vê-lo fazer meditação, disse-lhe:

– Tomai cuidado, que isso é perigoso; podereis, um dia, cair do pinheiro.

– De maneira nenhuma – Respondeu o mestre.

– Vós é que correis perigo. Aqui e agora faço meditação, meu espírito está completamente fixado. Vós não fazeis meditação nenhuma e estais sempre transbordando de paixões. Escreveis poemas e o vosso espírito vive em constante movimento, sensível, ansioso, atormentado.

O Poeta refletiu.

– Com efeito, vivo dominado por paixões, é como brincar com o raio.

E perguntou ao mestre: – Qual é a verdadeira essência do budismo?

O Mestre respondeu:

– Não façais o mal, praticai somente o bem. Praticar o bem é muito simples. É a essência do budismo.

O poeta sorriu. Todo mundo pode compreender isso. Até um bebê.

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

Na China havia um monge que, por fazer meditação empoleirado num pinheiro, fora alcunhado de mestre Ninho de Passarinho. Um poeta muito célebre foi visitá-lo e, ao vê-lo fazer meditação, disse-lhe:

– Tomai cuidado, que isso é perigoso; podereis, um dia, cair do pinheiro.

– De maneira nenhuma – Respondeu o mestre.

– Vós é que correis perigo. Aqui e agora faço meditação, meu espírito está completamente fixado. Vós não fazeis meditação nenhuma e estais sempre transbordando de paixões. Escreveis poemas e o vosso espírito vive em constante movimento, sensível, ansioso, atormentado.

O Poeta refletiu.

– Com efeito, vivo dominado por paixões, é como brincar com o raio.

E perguntou ao mestre: – Qual é a verdadeira essência do budismo?

O Mestre respondeu:

– Não façais o mal, praticai somente o bem. Praticar o bem é muito simples. É a essência do budismo.

O poeta sorriu. Todo mundo pode compreender isso. Até um bebê.