fbpx

Yin Yang

yin-yang

O Yin e o Yang explicam como os chineses entendem o mundo. Durante mais de 2000 anos, o termo Yin/Yang foi utilizado para referir-se ao lado sombrio e ensolarado de uma montanha, respectivamente.

O Yin e o Yang são manifestações da dualidade fundamental do Universo. O conhecido símbolo Taiji mostra o conceito Yin/Yang de uma forma gráfica, onde o preto representa o Yin e o branco o Yang.

As duas cores formam uma espiral que desaparece gradualmente e interpenetram-se. Ambos são necessários para a existência do todo. A conexão Yin/Yang é vital para a compreensão dos processos de adoecimento dos indivíduos, segundo a concepção da Medicina Tradicional Chinesa.

O Yin e o Yang são complementares, não contraditórios e um não deve ser considerado “bom” e o outro “mau”. Ao contrário, busca-se uma harmonia entre os dois.

Se por um lado o Yin representa a Terra, o Yang representa o céu; o yin a mulher, o yang o homem; o yin a noite, o yang o dia; o yin o interior, o yang o exterior; o yin os ossos, o yang a pele; o yin a deficiência, o yang o excesso; o yin é a parte anterior, o yang a posterior, etc.

Todas essas aplicações são relativas, isto é, o que é Yin em relação a uma coisa, pode ser Yang em relação à outra. A parte anterior do corpo, por exemplo, é Yin quando comparada ao dorso, porém, em relação à parte anterior do corpo, o tórax é Yang em relação ao abdômen.

No diagnóstico e tratamento através da Medicina Chinesa os conceitos de Yin e de Yang fornecem subsídios importantes.


Por: Dr. Norvan Martino Leite

COMO VOCÊ ESTÁ
SE SENTINDO HOJE?


AGENDE UMA CONSULTA
(11) 3171-0900

Rua Artur Frazão, 66 - Jardins - São Paulo/SP

O Yin e o Yang explicam como os chineses entendem o mundo. Durante mais de 2000 anos, o termo Yin/Yang foi utilizado para referir-se ao lado sombrio e ensolarado de uma montanha, respectivamente.

O Yin e o Yang são manifestações da dualidade fundamental do Universo. O conhecido símbolo Taiji mostra o conceito Yin/Yang de uma forma gráfica, onde o preto representa o Yin e o branco o Yang.

As duas cores formam uma espiral que desaparece gradualmente e interpenetram-se. Ambos são necessários para a existência do todo. A conexão Yin/Yang é vital para a compreensão dos processos de adoecimento dos indivíduos, segundo a concepção da Medicina Tradicional Chinesa.

O Yin e o Yang são complementares, não contraditórios e um não deve ser considerado “bom” e o outro “mau”. Ao contrário, busca-se uma harmonia entre os dois.

Se por um lado o Yin representa a Terra, o Yang representa o céu; o yin a mulher, o yang o homem; o yin a noite, o yang o dia; o yin o interior, o yang o exterior; o yin os ossos, o yang a pele; o yin a deficiência, o yang o excesso; o yin é a parte anterior, o yang a posterior, etc.

Todas essas aplicações são relativas, isto é, o que é Yin em relação a uma coisa, pode ser Yang em relação à outra. A parte anterior do corpo, por exemplo, é Yin quando comparada ao dorso, porém, em relação à parte anterior do corpo, o tórax é Yang em relação ao abdômen.

No diagnóstico e tratamento através da Medicina Chinesa os conceitos de Yin e de Yang fornecem subsídios importantes.


Por: Dr. Norvan Martino Leite